Fotos, relatos e textos sobre Cidade Vargas e Jabaquara

Escolas não ensinam mais hinos?

Na atualidade, a maioria dos estudantes de escolas públicas ou particulares desconhece os hinos brasileiros. Com exceção do Nacional. Os hinos da Bandeira, da República, da Independência não são mais ensinados.

Mas, quem folheia as páginas da agenda anual da Escola Nossa Senhora das Graças, no Jabaquara, já vê que ali as coisas são diferentes. As letras e ficha técnica de todos os hinos constam anualmente nas páginas iniciais.

“Entendemos e respeitamos a evolução e a necessidade de se concentrar em temas da atualidade, tão requisitados em vestibulares e em outros exames, mas também valorizamos a nossa história e acreditamos que é possível e necessário conciliar conhecimento e atualidade”, diz Eliane Kattur Nieman Mello, diretora pedagógica da escola.

Essa proposta de valorizar os hinos como símbolos integrantes de uma cultura e de preservação da memória vai além dos cânticos nacionais. A Escola tem também seus próprios hinos.

Um deles é o Hino da Escola, com letra de autoria de alunos da turma de quinta série de 1976. Na época, a Escola contava com sua Banda Marcial, premiada sob a batuta do maestro e professor Álvaro dos Santos. Foi ele quem compôs a música que acompanha a letra imaginada pelos alunos.

Os versos celebram não apenas a educação oferecida ali, como também fazem alusão ao próprio bairro, a Cidade Vargas: “é o lugar onde nasceu, no Brasil dos paulistanos que hoje muito cresceu”.

Todas as sextas-feiras, pela manhã e no final da tarde, as crianças do Ensino Fundamental I, reunidas no pátio da entrada, cantam o Hino Nacional e o Hino da Escola.

“Os alunos já conhecem a tradição que se estende por décadas e gostam desse momento. É emocionante ver e ouvir, todos enfileirados homenageando a Pátria e a nossa Escola”, conta Márcia Tavares Nieman, coordenadora do Ensino Fundamental I.

Outra música composta na década de 1970 pelos próprios estudantes (duas alunas) é valorizada e faz parte da história da Escola. “Viva a Banda” foi criada ainda um ano antes do Hino da Escola, em 1975. Da mesma forma, a música foi composta pelo maestro Álvaro, que incentivava a participação na Banda Marcial. Nas décadas de 1970 e 1980, as bandas em escolas representaram a iniciação musical para muitos jovens.

Confira abaixo os hinos:

Hino da Escola Nossa Senhora das Graças

Autores: letra: alunos da 5a série 1976, com adaptações

Música: maestro e professor

“Alvaro dos Santos”

 

Salve Escola grande amiga

Muito bem sabe educar

Através do nosso hino

Gratidão queremos dar

 

Lindo bairro Cidade Vargas

É o lugar onde nasceu

No Brasil dos paulistanos

Que hoje muito cresceu

 

Nossa Senhora das Graças

Nos acolhe a vida inteira

De nossa infância querida

É uma grande companheira

 

Há muitos anos de glória,

que em setembro começou

Do idealismo, vitória

Nossa Escola Conquistou

 

 

Viva a Banda

Autores: Música Álvaro dos Santos

Letra : Alunos da 5a série de 1975

Tânia e Vera Lucia

I

Nossa festa é alegria

Estaremos na avenida

desfilando com harmonia

Muito amor e discipilna

II

Nos tocamos e cantamos

Nosso hino infantil

Marchamos com alegria

Prá grandeza do Brasil

Estrilbilho

Viva a banda marcial

Viva a banda infantil

Pro futuro nos diremos

Viva a banda juvenil

Next Post

Previous Post

1 Comment

  1. Pedro Nastri 14 de março de 2018

    Regras do grupo Memorias Paulistanas

    Uma cidade não é feita apenas de ruas, casas, paisagem, praças e monumentos. A cidade contém vida, pessoas e relações que traduzem o seu espírito
    Este trabalho de resgate da memória e história do bairro, mostra o verdadeiro compromisso que o jornal tem com seus leitores e com a própria comunidade em que circula.
    Parabéns a todos os colaboradores do São Paulo Zona Sul.
    Pedro Nastri

Leave a Reply

© 2018 História do Jabaquara