História do Jabaquara

Fotos, relatos e textos sobre Cidade Vargas e Jabaquara

Jabaquara teve primeiro trem do metrô no país

No dia 1 de fevereiro, foi aposentado o último trem da chamada Frota A de carros do Metrô de São Paulo. Construído na cidade de São Paulo, mas sob licença e inspiração de modelos norte americanos, os trens da frota A circularam inicialmente em testes no trecho Jabaquara-Saúde, entre 1972 e 1974. A partir de 1974, com o início oficial de operação do metrô paulistano, os trens passaram a circular entre o terminal Jabaquara e a estação Vila Mariana.

O primeiro trem do Metrô de São Paulo comemorou 45 anos, no ano passado. Foi em agosto de 1972, que chegaram os dois primeiros carros (de um conjunto de seis) do primeiro trem metroviário brasileiro.

As obras de implantação do Pátio Jabaquara ainda nem estavam terminadas, mas os técnicos e engenheiros da Companhia iniciaram imediatamente os testes nos sistemas elétricos, eletrônicos, mecânicos e pneumáticos dos carros-protótipos nas vias já construídas.

O objetivo era preparar os carros para o primeiro teste oficial, que iria ocorrer no dia 6 de setembro, inauguração do Pátio Jabaquara, na presença do presidente do Brasil na época, Emílio Garrastazu Medici.

A banda marcial formada por alunos da Escola Nossa Senhora das Graças, que fica na Cidade Vargas, pertinho da estação Jabaquara, apresentou-se na abertura do evento.

Os dois vagões, vindos da fábrica da Mafersa Material Ferroviário, na Lapa, seriam apresentados ao presidente em cerimônia marcada para o dia 6 de setembro de 1972.

No dia da festa, a segurança do general vetou a viagem. Até então, ninguém havia sido transportado. Vale ainda destacar que, na época, viagens subterrâneas eram motivo de medo pra muitas pessoas.

De cima do palco construído no pátio do Jabaquara, Médici acionou um botão que, simbolicamente, inaugurou o primeiro metrô do País. O percurso experimental, com cerca de 400 metros, foi percorrido a 20 quilômetros por hora. Do lado de fora, cerca de 2 mil pessoas aplaudiam.

O protótipo não tinha bancos nem revestimento. Foi o último a receber acabamento e voltar para os trilhos quando o metrô iniciou sua operação, em 14 de setembro de 1974.

‘Por causa do botão, muitas pessoas imaginavam que havia um piloto automático’, conta Lazarini, que tinha 20 anos. ‘Mas assim que o presidente Médici apertou o botão, uma sirene tocou na cabine do trem. Era o sinal para acelerar’, contou, em relato histórico, o primeiro maquinista Antônio Aparecido Lazarini, que na época tinha apenas 20 anos. Os testes ainda duraram dois anos e os funcionários colocavam pedaços de ferro e sacos de areia nos carros do metrô para simular vagões lotados.

A composição desativada esta semana, assim como as demais da primeira frota, serão remodeladas voltarão a circular,como J35.

Next Post

Previous Post

Leave a Reply

© 2018 História do Jabaquara

Theme by Anders Norén