Sociedade Amigos da Cidade Vargas existe desde 1945

Quando se ouve a história de que a Cidade Vargas foi um bairro criado como um condomínio horizontal de casas de bom padrão, projetado a partir de um uma ação conjunta entre os sindicatos dos comerciários e dos jornalistas, pode-se ter a impressão de que ali não havia carências ou problemas.

Mas, não foi bem assim. No início década de 1940, quando as primeiras casas começaram a ser construídas, toda a região ainda estava em processo de adensamento.

O Parque do Jabaquara, uma área verde particular imensa, começava a desaparecer, por conta da venda e loteamento por seu proprietário, Antonio Cantarella. O Jabaquara, portanto, ainda era uma região sem opções de transporte público, com pouca iluminação, ruas ainda sendo abertas, raras opções de comércio.

A população, entretanto, era formada por pessoas atuantes e conscientes, muitos jornalistas. Unidos, esses moradores começaram a planejar a implantação de uma associação de bairro.

Pioneirismo

E foi assim que surgiu uma das pioneiras e mais fortes entidades do gênero na capital paulista: a Sociedade Amigos da Cidade Vargas.

Reuniões iniciais foram promovidas em plena rua ou em terrenos vazios. Cada morador levava sua cadeira!

Ficou, então, estabelecida a data oficial para criação da entidade: 1 de Maio de 1945.

Não por acaso, os integrantes escolheram o Dia do Trabalho para marcar a abertura da nova instituição.

A Sociedade Amigos da Cidade Vargas foi essencial na conquista de mais opções de transporte, para ganhar obras de saneamento, iluminação e outras benfeitorias públicas.

Aos poucos, a entidade passou a ser referência em toda a cidade, inspirou outras similares. Ganhou respeito, também, junto a autoridades e representantes do poder público. Em 1969, foi declarada de utilidade pública municipal. Em 1979, conquistou o mesmo título em nível estadual.

Aos poucos, a entidade passou a investir em sua própria sede. Ali, os moradores puderam inicialmente se encontrar e debater melhorias. E a população percebeu a carência de espaços para lazer.

Com união, conseguiram construir uma sede com salão social. Nele, foram promovidos bailes elegantes, festas de carnaval e muitos encontros. Depois, ampliaram a sede com piscinas, saunas, quadras e ginásio poliesportivo, salão de jogos, cantina… A sede existe até hoje e é conhecida como “clube”, por muitos associados.

Fica na Praça 20 de Setembro, 2 e tem site em que divulga sua programação de lazer: www.sacv.com.br.

Na sede da Sociedade Amigos da Cidade Vargas, são promovidos bailes há décadas – Fotos: Acervo Jornal SP Zona Sul

 

 

4 thoughts on “Sociedade Amigos da Cidade Vargas existe desde 1945

  1. A primeira sede da SACV foi na Rua Santo Estácio, quase esquina com a Nelson Fernandes, frequentei um baile de carnaval, sou nascida no Bairro, morei na Roald Onze de Fevereiro à uns 50 metros da atual SACV. TENHO MUITAS SAUDADES DE TODAS AS ÉPOCAS PASSADAS.

  2. Nossa que saudades, com minha família amada mudamos para a Cidade Vargas em 1958.Frequentamos a SEDE o clube, estudava na escola estadual Deputado Nelson Fernandes, crescemos ai, saímos em 1969.
    Minha mãe que já faleceu há oito anos sempre dizia que nesse bairro foi o tempos mais feliz, eu, minhas tres irmãs, meu pai e uma tia. Muita saudades.
    Adore a matéria, linda recordação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *