São Judas ajudou a povoar o Jabaquara

Em 1940, 25 novas paróquias foram criadas na cidade de São Paulo. A cidade vinha crescendo e já dava sinais de que se espalharia para além da região central.

As pessoas viviam em chácaras e pequenas casas em bairros ainda esparsos, alguns loteamentos passaram a surgir desde a década de 1910. No próprio Jabaquara, a Vila Santa Catarina iniciou sua formação em 1920, Mirandópolis, na Saúde, já surgia em mapas anteriores.

Nesse cenário, uma pequena casa na rua Felício Fagundes – atual Fagundes Filho, foi alugada para servir de “capela” para os devotos de São Judas Tadeu. Mas, acredite se quiser na época eles ainda eram poucos.

O primeiro padre designado para São Judas, entretanto, João Buescher, resolveu difundir o poder do santo “das causas perdidas”. Saía distribuindo panfletos não só no entorno, mas principalmente no centro da cidade, onde o movimento de trabalhadores era intenso.  Aos poucos, a paróquia foi ganhando uma fama imensa. Tanto que estima-se ter sido a igreja um dos fatores de atração de novos moradores para a região.  Ainda na década de 1940, com a ajuda de fiéis, foi construída a primeira igreja – hoje conhecida como igreja antiga.

Na década de 1950, as procissões de São Judas trouxeram ainda mais fama à paróquia e o movimento crescia de tal forma que, no final da década de 1960 já se iniciou a construção de um segundo templo – a igreja “nova” – que só seria concluída em 1980.

A partir daí, a Igreja tornou-se centro de intensa peregrinação,a ponto de atrair cerca de 300 mil fiéis na chamada “Festa do Padroeiro”, no Dia de São Judas, em 28 de outubro.

Para se ter ideia do que isso representa, basta dizer que na década de 1990, São Judas Tadeu atraía mais fiéis na festa do padroeiro do que o santuário de Aparecida em 12 de outubro.

E foi assim que, em 1990, dom Paulo Evaristo Arns, arcebispo de São Paulo, determinou que São Judas se tornasse um santuário.

 

9 thoughts on “São Judas ajudou a povoar o Jabaquara

  1. Parabéns pelo resgate da memória e história de um dos bairros mais tradicionais de São Paulo
    Assim se faz o bom e verdadeiro jornalismo: pesquisa e informação com conteúdo .
    Pedro Nastri
    Programa Metrópole em Foco

  2. me criei, perto da igreja sao judas tadeu, e começei a estudar na escola paroquia sao judas tadeu, e atraz da igreja existia o orfanato, no qual nos sempre estavamos em conctato com eles ,e jogavamos bola no orfanato com autorizaçao do padre joao

  3. Minha família veio morar no bairro de São.judas em 1962, desde lá sempre moramos nas redondezas, me casei na igreja velha como é chamada, batizei meus filhos, minha filha se casou lá tbem, e sempre q passo em frente procuro entrar e fazer meus agradecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *