Paróquia Nossa Senhora das Graças

Na década de 1940, o atual bairro da Cidade Vargas foi loteado e em 1943 chegaram os primeiros moradores – mesmo ano em que o então presidente Getúlio Vargas veio pessoalmente “inaugurar” o bairro.

Em 1945, surgiu a Sociedade Amigos da Cidade Vargas, reunindo moradores interessados em lutar por melhor infra-estrutura para a região.

Com o rápido e intenso crescimento populacional e avanços na urbanização dessa área do Jabaquara, viria também uma paróquia além da de São Judas Tadeu – tida como um dos fatores de atração da população do bairro.

Na década de 1940, eram promovidas quermesses na Cidade Vargas para garantir a criação de uma paróquia própria e mais próxima ao bairro, com grande participação da população.

Em 1950, foi instalada a Paróquia Nossa Senhora das Graças, na antiga Estrada Conceição e que hoje leva o nome de Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira.

A Paróquia fica hoje ao lado do terminal Jabaquara do metrô e inspirou o nome da Escola Nossa Senhora das Graças, que surgiria em 1958 no mesmo bairro.

De acordo com a Arquidiocese de São Paulo, Regional Ipiranga, a instalação da paróquia ocorreu em 1 de outubro de 1950, em cerimônia presidida por D. Paulo Rolim Loreiro, auxiliar do Cardeal Motta.

A Arquidiocese ainda relaciona os vigários que passaram por lá:

De 31 de dezembro de 1950 a 20 de janeiro de 1956 (falecimento) – Pelo Pe. José Conceição Meirelles;

De 31 de dezembro de 1957 a 15 de fevereiro de 1959 – Pe. Antonio Neri Junior;

De 15 de fevereiro de 1959 a maio de 1968 – Pe. Humberto Gambarra Galvão;

De 1968 a 1969 – Pe. Elidio Mantovani;

De 1969 a 1971 – Pe. Luiz Giuliani e equipe;

De 31 de janeiro de 1971 a maio de 1972 – Pe. Luis Martinez Garcia
Em abril de 1972 o Pe. Luis Martinez Garcia se despede da Paróquia e vai para a Espanha;

De 02 de abril de 1972 até hoje – Pe Ubaldo Steri.

Foto: Arquidiocese de São Paulo/Ipiranga

1 thought on “Paróquia Nossa Senhora das Graças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *