Cidade Vargas – origem do nome

Na década de 1930, a região do Jabaquara começava a ser mais densamente povoada. Até 1935, essa área onde hoje há estações de Metrô como Conceição e o próprio terminal Jabaquara ainda fazia parte da Freguesia de Santo Amaro, ou seja, embora fosse mais perto do centro de São Paulo, estava dentro dos limites geográficos de Santo Amaro.


Naquele ano de 1935, entretanto, o município de Santo Amaro foi anexado ao município de São Paulo.

A Segunda Guerra Mundial (1940-45) também gerou crise econômica, mas acabou favorecendo oportunidades de financiamento para compra de terrenos fora do eixo central da cidade.

Foi nesse cenário de crescimento acelerado da população e dos arruamentos urbanos que teve início o bairro que hoje leva o nome de Cidade Vargas. A partir de uma ação conjunta entre os sindicatos dos Comerciários e dos Jornalistas, a área foi loteada para os associados aos sindicatos.

Em 1941, foi lançada a pedra fundamental do núcleo residencial, em loteamento vinculado à Associação dos Empregados do Comércio e colaboração do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Cidade de São Paulo. Inicialmente, o bairro ficou conhecido por Cidade dos Comerciários – como comprova um mapa oficial do município, datado de janeiro de 1943.

A entrega das chaves, ainda naquele ano, dos primeiros imóveis foi feita por ninguém menos que o próprio presidente da república, Getúlio Vargas. E daí vem a homenagem que permanece até hoje, com o bairro ganhando o nome definitivo de Cidade Vargas. Várias ruas do bairro também homenageiam outras pessoas da família do presidente. Vale considerar, inclusive, que o bairro é tido como um dos únicos logradouros públicos a prestar homenagem ao presidente gaúcho.

3 thoughts on “Cidade Vargas – origem do nome

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *